"

Transfagarasan, quase um filme de terror

Posted By: tatiana on out 12, 2012 in Por onde andei, Romênia

Estava na Romênia tentando encontrar a Transfagarasan, uma estrada chocante, toda sinuosa no meio do nada. É uma rota espetacular, que valia a pena sair totalmente do caminho.

Já tinha rodado muito tempo e estava praticante com o tanque vazio, o que estava me deixando bastante desesperada. Finalmente, no fim da estrada, solitário e meio abandonado, vi algo que parecesse ser um posto de gasolina. Não tive dúvida, encostei.

O atendente, um homem grande e forte veio em minha direção e quando viu que eu era uma mulher se espantou. Completou o tanque e ordenou que eu entrasse em uma casinha lá nos fundos para pagar. Pedi que trouxesse a máquina, mas ele disse que não era possível. Como não tinha dinheiro suficiente, precisei usar o cartão de crédito.

Tive um mau pressentimento, o comportamento desse homem era muito estranho e ele tinha um jeito bruto e assustador. Mas tive que segui-lo para acertar a conta. Deixei a chave na ignição e não tirei o capacete, tive um feeling que seria de grande valia.

Dentro dessa casinha, ele sentou-se na mesa e pediu meu cartão e documento. Passou o cartão na máquina, abriu meu passaporte e se surpreendeu ao se dar conta que sou brasileira.

A transação do cartão foi aprovada, pedi meu passaporte de volta, mas ele não devolvia. Levantou-se bruscamente e bloqueou a porta com seu imenso braço, e na outra mão, ainda segurava meu passaporte. Peguei o cartão da máquina e o recibo, entregando a ele para mostrar que o pagamento já tinha sido feito. Quando notei que este homem não estava com intensão nenhuma de devolver meu passaporte, em um ato ninja, arranquei o documento da mão dele, dei uma cabeçada em seu braço e saí correndo com o passaporte na boca. Pulei na moto como quem pula em um cavalo no faroeste e saí cantando pneu, trêmula.

Mais a frente, fora de risco, parei no acostamento para respirar e voltar para o corpo. E ali, mais uma vez me arrepiei sabendo do perigo que corri. Meu passaporte não me deixa mentir. Até hoje tem nele as marcas dos meus dentes cravados na capa.

Curiosidades:  A Transfagarasan foi construída entre 70 e 74 e teve como principal objetivo acesso militar rápido através das montanhas, caso os soviéticos tentassem invadir também a Romênia. A estrada gerou um custo altíssimo, cerca de 6 milhões de quilos de dinamite foram usados em sua construção. Registros oficiais mencionam que cerca de 40 soldados perderam suas vidas durante esse processo, sem contar com a flora e fauna do local.

Transfagarasan na Romenia

Transfagarasan na Romenia

Transfagarasan na Romenia 2

Transfagarasan na Romenia 3

 

 

[Voltar]

Discussion - 2 Comments

  • Frank Tavares mar 17, 2014 

    MINHA AMIGA VOCÊ CORREU SÉRIO RISCO DE MORTE. a Romênia, no interior, é uma terra de ninguém e dominada pelo crime. É muito perigoso se aventurar sem um guia da região. Você teve (realmente) sorte! Parabéns pelo trabalho!

    Responder
    • tatiana mar 17, 2014 

      Nem me fale Frank! É bom não abusar tanto da sorte, não é mesmo? O meu anjo da guarda está precisando de umas férias… rsrs.

      Obrigada por seguir!

      Tatiana Perim

      Responder

leave a comment

Instagr.am