"

O Templo dos Ratos

Posted By: tatiana on fev 06, 2012 in Índia, Por onde andei

Estava em casa um dia e por de trás do toldo, vi o formato perfeito de um rato. Era a sombra de um roedor correndo de um lado ao outro. Por um momento rezei pra ser uma ilusão, imaginação, loucura… mas quando me dei conta que era mesmo um rato em casa, foi aquela típica cena da mulher histérica, gritando, pulando, escalando todos os móveis, se batendo e chamando todos os deuses existentes do universo, intercalando aos berros, com todos os palavrões em vários idiomas.

Por que a maioria das mulheres (pelo menos) tem tanto pavor de ratos? Será porque eles transmitem algumas doenças como leptospirose, tifo, salmonela? Pode até ser o motivo racional por trás de tamanha reação descabida. Mas na realidade, acho que ficamos possuídas por um nojo irracional absurdamente forte que controla  o cérebro causando reações adversas, como a perda de qualquer vergonha ou constrangimento, a aptidão em aprender os mais impensados dialetos, a capacidade de escalar e se equilibrar nos objetos mais íngremes, e o mais importante, a destreza e leveza para se ejetar do chão em segundos eliminando qualquer vestígio gravitacional, independente do peso corporal ou idade. Quem já presenciou uma mulher no momento em que se deparou com um rato, com certeza nunca viu nada parecido. Essas reações são sempre as mesmas, não importa sua cultura, classe social ou educação. Nunca existiu uma reação mais unânime e democrática que essa.

Posto isso, voltemos a Índia, o país onde rompi todos os paradigmas e medos. Nojo, frescura, pânico não tem vez nesse país. Aqui é assim, você respira fundo, abençoa e vai.

E foi assim que encarei o templo Karni Mata ou “templo dos ratos”, próximo de Bikaner, no Rajastão.

De acordo com a lenda, Karni Mata era a reencarnação de Durga, a Deusa do poder e da vitória para os Hindus. A lenda local diz que Karni Mata ressuscitou milagrosamente uma criança, e a partir daquele momento ninguém da sua tribo cairia novamente na mãos de Yama (Deus da Morte). Todos ao morrerem, viveriam temporariamente no corpo de um rato até reencarnarem novamente. E esse se tornou um animal sagrado.

Existem alguns mistérios no local. Um deles é fato dos ratos nunca saírem de dentro do templo, apesar das portas ficarem sempre abertas. Nunca houve nenhum caso de doença causada pelos ratos e também nunca foi visto uma ninhada ou rata grávida no local.

Outra coisa que intriga é que o número de ratos nunca cresce, mantendo uma quantidade sempre estável de aproximadamente 200 mil.

O templo é revestido com mármore e decorado com ouro e prata. Sua construção foi iniciada em 1900 como representação do desejo do Marajá Ganga Singh de obter proteção da deusa.

Anualmente, o local recebe milhares de visitas dos habitantes locais (hindus) e de turistas das mais variadas partes do mundo. A idéia é homenagear a deusa Durga e buscar a benção transmitida pelos ratos ao passarem por seus pés. Eu graças a Deus não recebi essa benção, porém foi por pouco…  É proibido entrar no templo calçado. Inclusive, a maioria dos visitantes entra descalço para pisar nas fezes e urina dos roedores, tidos como sagrados. Essa experiência eu também abdiquei e usei umas 15 meias pra não correr o risco de entrar em contato com esse “material sagrado”.

Parece que há no local um único rato branco. Todos ficam na expectativa de encontrá-lo, pois esse trará muita sorte e prosperidade para aqueles que se depararem com ele. Essa sorte eu também não tive. Mas tudo bem, já me considero sortuda o suficiente de ter saído do templo viva.

[Voltar]

Discussion - 32 Comments

  • roberta fev 06, 2012 

    sem palavras!!!!!!
    o narender entrou descalço???????

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      hahahaha… Não, o Narender nem entrou! Amarelou!!!!! Mas todos lá dentro estavam descalços… quase morri.

      Responder
  • Gabriela Schönfeld fev 06, 2012 

    OI Tati! Consegui ver o vídeo! Adorei a música e achei os ratinhos fofos mais com cara de camundongo Mickey… há, há, há de longe dá pra se divertir, né? Descalca tb nao entraria nem a pau… ainda bem q vc colocou as 50 meias, bjs

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      Oi Gabi! Quando entrei, juro que achei que ia ter um enfarte, convulsão, paralisia… sei lá… mas com o passar do tempo, até que comecei achar eles fofos. Mas em momento algum consegui relaxar. Sim, coloquei todas as meias que trouxe na viagem! hahahaha

      Responder
  • paula mercedes fev 06, 2012 

    Você se superou!!! enfrentando todos os medos, ratos e tubarões…é isso aí!! minha amiga heroína! tô super acompanhando sua viagem…quem sabe a gente se tromba em algum canto…besos

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      Amiga!!!! Pois é, nem sei como… mas essa dos ratos foi uma conquista! E até que me comportei: não saí gritando, não subi nas pessoas, não empurrei ninguém… soltei um KCT aqui e ali, mas muito educadamente! Pauleia, ia adorar trombar com vc! beijo enorme!

      Responder
  • Rogério Giordani fev 06, 2012 

    Caraca muito legal Tati, pensa que podia ser pior. Se fosse na China vc estaria comendo os ratinhos hasushuashua. Bjos

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      AI CREDOOOOO!!!!!! Verdade Rô, tudo é uma questão de perspectiva… obrigada, vc abriu meus olhos.

      Responder
  • Rebeca fev 06, 2012 

    … “material sagrado” hahahah… Tati, eu ouço você falando quando leio os seus textos, sabia? É inevitável.
    Fascinante!!! To louca pra ver o que ainda tem por vir!!

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      hahahahaha… super exagerada né, Rê? Tem um videozinho novo de algo bem legal que fiz aqui! Vou postar na sexta! Você vai adorar… é a sua cara!

      Responder
  • B.L. Ochman fev 06, 2012 

    OMG! that’s one part of your trip I would not want to share. I can’t believe that woman brought a baby into that place.

    You are astoundingly brave. Mckey Mouse has nothing on you!

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      Yes, me either! And the baby was touching and feeding the rats!!!! Nasty! To tell you the truth, I don’t know how I did it…

      Responder
  • Angela fev 06, 2012 

    Filhinha , que coisa incrível ! A história do templo é impressionante e se realmente for assim , acho que talvez esses ratinhos sejam meio transcendentais mesmo ! Divinos ou não , parabéns pela coragem ! Eu , nem carregada de liteira por escravos núbios passaria na porta . Beijo

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      kkkkkkkkkkk! morri de rir! consegui até imaginar!

      Responder
  • Carol fev 06, 2012 

    que tal esta trilha sonora?Bichos!
    Saiam dos lixos
    Baratas!
    Me deixem ver suas patas
    Ratos!
    Entrem nos sapatos
    Do cidadão civilizado… embora a que vc escolheu esteja ótima!

    mmui

    Responder
    • tatiana fev 06, 2012 

      HAHAHAHAHAHAHA!!!!!! Vc não vai acreditar, mas cogitei essa música… depois conversei com uma amiga, voltei pro corpo e me dei conta que seria um pouco pesadinha para um templo tão distinto como esse….

      Responder
  • Angela fev 06, 2012 

    Filha , que fotos maravilhosas !

    Responder
    • tatiana fev 07, 2012 

      Obrigada mãe!!!!

      bjs

      Responder
  • Caio fev 07, 2012 

    Tati, saudade de vc!!!
    Ri sozinho com os momentos de pavor com o rato e parecia que eu estava ouvindo sua voz e vendo vc gesticular na minha frente, rs.
    O vídeo ficou incrível… A combinação da trilha, com as imagens deixou os nojentinhos bem poéticos! Nem precisava dizer que vc perdeu o medo deles, rs.
    Bjão!

    Responder
    • tatiana fev 07, 2012 

      O MEU ANJO! QUE SAUDADES DE VOCÊ! Pois é Caio, nem sei como consegui… e não é que eles ficaram fofinhos mesmo! rsrs

      Obrigada!

      beijo enorme cheio de saudades!

      Responder
  • tiare fev 07, 2012 

    Gostei do video e da historia por tras do templo, mas sinceramente, nao faz muito meu estilo….acho que nao iria curtir o cheiro nem o visual- e em materia de templo…..nao eh dos mais impressionantes, MAS valeu a visita, nao? eh mesmo incrivel a convivencia com as ratazanas e os misterios que involvem o culto a essa Deusa e aos ratos….Interessante. BJOS!!!

    Responder
    • tatiana fev 08, 2012 

      Pr ser sincera, também não é a minha… já vi templos mais bonitos que me tocaram de uma forma diferente. Só que esse é de fato inusitado! Valeu pra encarar os medos! beijos!

      Responder
  • paloma fev 08, 2012 

    Acho q o rato da historia do avião, estava na tentativa de pegar uma carona c vc p esse templo…Será que não?

    Responder
    • tatiana fev 10, 2012 

      Menina! Ele tentou, mas foi barrado no baile. Afinal no templo o número de ratos é contado… são só 200 mil!

      Responder
  • antonella fev 09, 2012 

    Atrás deste rosto delicado e cara de menina indefesa temos uma aventureira de calibre,hein, quem diria!!! Muito sucesso nestas suas andanças, Tati, que viagem deliciosa, continue procurando desafios pra superar…parabéns pelo blog! beijos

    Responder
    • tatiana fev 10, 2012 

      Antonella, obrigada querida! Pois é, filha de Dona Ângela não podia ser diferente! Obrigada por acompanhar! Vindo de uma aventureira PhD como você é um super elogio!

      grande beijo

      Tati

      Responder
  • arun fev 14, 2012 

    this is so interesting

    Responder
    • tatiana fev 14, 2012 

      Isn’t? More than that, is magical, touching and amazing!

      Responder
  • Paula Aboudib mar 05, 2012 

    tatiiiii, como vc conseguiu?!??! arghhhhhhhhh!! q nojoooo esses ratinhossss hahahahahhaha..

    estava em falta aqui, mas agora estou lendo todos seus posts e estou adorando tudo!! ri mtttt e estou mt impressionada com a sua coragem!! para tudo!
    o post da morte foi hilario e ao msm tempo horripilante! hahahah

    saudades de vc! continua aproveitando mtttt ai.. daqui a pouco sua mae te eocntra ne. beijossss

    Responder
    • tatiana mar 05, 2012 

      Oi queridíssima!!!! Que bom te ver por aqui! Pois é menina, não sei como consegui… mesmo!!!!! Foi um esforço absurdo pra não sair gritando, empurrando as pessoas e subindo nas cadeiras…. Cada uma….

      hahahahahaha

      Cuidado com a morte personificada! Medaaaaa!!!!

      Saudades de vc Paulíssima!

      E amanhã tem aniversário importante na parada! Aproveitem!

      beijos

      Responder
  • Van abr 29, 2012 

    Tati, achei que você exagerou em dizer a maioria das mulheres (pelo menos) teriam esse tipo de reação descontrolada ao ver ratos, na verdade eu sou a típica mulher cosmopolita que não teria dificuldade alguma em ver um rato assim tão perto e ter qualquer tipo de reação, talvez no máximo me distrairia olhando para eles e retornando ao meu foco anterior, sem qualquer tipo de reação física ou psicólogica como você teve. Talvez vc naquele dia estivesse um pouco sensível.
    Ah uma dúvida, e as meias, depois você as lavou? Ou as jogou fora? Beijos

    Responder
    • tatiana mai 01, 2012 

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!!!

      Vanessa, quem você quer enganar!????????? Que não te conhece que te compre!

      E sim, estava mesmo sensível. As meias, as joguei fora, claro. Esqueceu do TOC???

      Responder

leave a comment

Instagr.am