"

Por onde andei

A “cereja do bolo” do litoral montenegrino

Posted By: tatiana on set 09, 2012 in Montenegro, Por onde andei

Montenegro possui um território equivalente a um terço do Estado do Rio, tem cinco parques nacionais, é banhado pelo Mediterrâneo, cercado pelos Balcãs e reúne num mesmo território, montenegros, sérvios, bósnios, albaneses e croatas. O país oferece uma das misturas mais interessantes da região. Estado soberano desde 2006, Montenegro é um dos países mais jovens …

Ler Mais...

Montenegro, a “montanha negra”

Posted By: tatiana on ago 29, 2012 in Montenegro, Por onde andei

Viajar é sempre bom, sozinho ou em grupo. Eu nunca deixei de viajar só porque não tinha companhia. A viagem solo é transformadora, você está mais aberto a vivenciar a cultura local, a falar com estranhos, experimentar novas comidas e visitar lugares diferentes. Sozinho você é o maestro do seu destino e pode improvisar o …

Ler Mais...

Stari Most

Posted By: tatiana on ago 26, 2012 in Bósnia e Herzegovina, Por onde andei

Mostari significa “guardião da ponte”, um nome que serviu de inspiração para a cidade de Mostar, uma das mais importantes da Bósnia e Herzegovina. Na época do Império Otomano, essa ponte ainda era de madeira, conectava os dois lados da cidade, o centro mercantil com a vila medieval. Como a atividade comercial cresceu muito e …

Ler Mais...

Split, onde Diocleciano curtiu sua aposentadoria

Posted By: tatiana on ago 22, 2012 in Croácia, Por onde andei

Depois de duas décadas na cúpula do poder, o imperador Diocleciano cansou. Ser um Augusto ou um Cesar realmente não devia ser uma tarefa fácil. Foi a primeira vez na história que um imperador romano decide abdicar voluntariamente de seu cargo. Diocleciano, que não era bobo, já estava planejando curtir a aposentadoria na sua região …

Ler Mais...

Dentro dos muros de Dubrovnik

Posted By: tatiana on ago 19, 2012 in Croácia, Por onde andei

Minha chegada em Dubrovnik não foi das mais glamorosas. Fazia um calor  senegalês e eu vestia roupas pesadíssimas de moto. Meus pés pareciam já terem derretido dentro das botas à prova d’água. E sozinha, ainda tive que carregar a pé: duas malas, um tripé, duas mochilas e um capacete até o apartamento que aluguei no …

Ler Mais...

Qual é a menor cidade do mundo? Hum.

Posted By: tatiana on ago 17, 2012 in Croácia, Por onde andei

Sim, ela existe e tem apenas 28 habitantes, duas igrejas, 29 galerias de arte e os restos de uma muralha. A menor cidade do mundo pelo Guinness Book é croata e chama-se Hum.  A cidade foi criada no século XI e manteve todas as características da arquitetura urbana medieval: cercada por muros, suas casas são …

Ler Mais...

Órgão do Mar de Zadar, regido pela natureza

Posted By: tatiana on ago 10, 2012 in Croácia, Por onde andei

Localizada na costa leste do Mar Adriático, Zadar é uma cidade historicamente disputada por diversos impérios: gregos, romanos, húngaros, otomanos, austríacos… Ela passou de mão em mão, e sofreu alguns abusos, como a I e II Guerra Mundial. Durante a II Guerra, Zadar foi invadida por tropas alemãs de Hitler, assim como diversas cidades da …

Ler Mais...

Croácia, excelente ponto de partida

Posted By: tatiana on jul 29, 2012 in Croácia, Por onde andei

Hrvatska, também conhecida como Croácia, me pareceu a região perfeita para dar início a uma viagem de 35 dias de moto pelo leste europeu. Seu território faz fronteira com um número considerável de países vizinhos: Eslovênia, Hungria, Sérvia, Montenegro e Bósnia e Herzegovina. Fora isso, bem ali nos fundos do seu quintal, entre montanhas, penínsulas, …

Ler Mais...

Missão Rinjani

Posted By: tatiana on jul 04, 2012 in Indonésia, Por onde andei

“O nosso motorista passará para te pegar às 6h.” Essas foram as últimas palavras. Dia seguinte, bem cedo estava pronta. Esperei uns 40 minutos na recepção, ainda meio sonada, quando chegou um indonésio todo esbaforido. Foi logo se desculpando, abriu o porta-malas, jogou tudo lá dentro e saiu com a mesma velocidade com que chegou. …

Ler Mais...

Ibans, os caçadores de cabeça de Bornéu

Posted By: tatiana on jun 11, 2012 in Malásia, Por onde andei

A tribo Iban de Sarawak em Bornéu, ficou conhecida pelas suas implacáveis conquistas, sempre medidas pela quantidade de cabeças inimigas que conseguia decepar. A comunidade indígena que tivesse mais crânios guardados como troféus em suas casas comunais, era considerada vitoriosa, poderosa e  próspera. Hoje, o termo “caçadores de cabeças” virou lenda. A prática foi proibida …

Ler Mais...